MUNICIPIO DE CAMINHA PANOTOUR GLOBAL


VISITA VIRTUAL 360º

História de Caminha ; Os vestígios mais antigos de ocupação urbana no concelho de Caminha datam do séc. VI a.C. e parecem corresponder a um povoado importante, no Castro do Alto do Coto da Pena, donde controlavam a desembocadura do Rio Coura no Rio Minho.

Caminha assenta num sítio onde provavelmente se engendrara antes um núcleo humano que situar-se-ia um pouco mais no interior, no espaço da actual freguesia de Vilarejo. Nas inquirições de Afonso III, faz-se referencia a um castelo desaparecido. Serra de Carvalho admite que as primeiras muralhas se tenham erguido sobre alicerces romanos, uma vez que o perímetro da sua muralha medieval de 1260m correspondem ao de uma típica muralha romana do séc IV d.c.

É a partir do séc. XII que este pequeno burgo vai crescer com construção naval para dois fins : o da defesa da costa contra a pirataria moura, e para a nevegação de cabotagem (transporte de bens).
A primeira notícia de "navios portugalenses" na foz do Minho é de 1121, quando do combate naval da Ínsua, entre D.Teresa e D.Urraca. Seriam barcos usados para cabotagem.
A criação das condições para um póvoa marítima à semelhança de outros locais da costa, deu-se no reinado de D.Dinis ao conceder-lhe novo formal em 1284.

O assoreamento progressivo dos rios nortenhos, já no séc. XVIII traz o declineo das trocas comercias de Caminha com outros países do norte da europa.

VIDEO AÉREO