PALACETE E CAPELA DOS MALHEIRO REIMÃO Séc XVIII

  • Capela dos Malheiro Reimão
  • Capela dos Malheiro Reimão
  • Capela dos Malheiro Reimão

O Palacete foi construido no 3º quarto do séc XVIII, representa a obra mais original do Rocaille em Portugal, devido à interpretação vigorosa desenvolvida no norte.O seu proprietário foi Gaspar Malheiro Reimão (mestre de campo de Infantaria, e o primogénito de 14 filhos do casal Ventura Malheiro Reimão e D.Páscoa Pereira Ferraz), que adquiriu para a construção da Casa, desde 1753 a 1757, sete moradas de casas junto às que possuia no eirado da "Praça das Couves", entre as ruas do Espírito Santo e das Padieiras. As obras iniciaram-se em 1758 após a licença da Câmara para demolir o paredão da Praça das Couves e da Erva. A capela foi mandada construir por D.António do Desterro (quando Bispo do Rio de Janeiro). A casa foi ampliada em 1823 com mirante e terraço, já em estilo neo-classico. O palacete continua a pertencer à família original.