IGREJA ROMANICA DE BRAVÃES

Atribui-se a um guerreiro que servia a D.Afonso VI, rei de Leão e Castela, D.Vasco Nunes, a fundação de um pequeno mosteiro para os monges de S.Bento em 1080.

A data de construção da Igreja actual seria posterior, e se situa em 1125. D.Afonso Henriques entregou aos Templários a defesa e proteção do pequeno mosteiro. O facto é que os Beneditinos renunciaram à administração do mosteiro, em favor dos cónegos de S.Agostinho, e estes tampouco solucionaram a precaridade em que viviam e dependência da Ordem de Cristo, acabando por terminar a actividade monacal de Bravães em 1420, passando a partir de 1434 a ser apenas Igreja paroquial.

Arquitectura religiosa, românica. Igreja rural da 2ª fase do românico português, que adopta, entre outros elementos, volumetria simples, apresenta 1 nave mais alta do que larga, de capela-mor quadrangular, cobertura de madeira por todo o edificio.e portais mais profundos.
Insere-se na 1ª fase do românico do Alto Minho e, pela sua decoração, nas construções típicas da Ribeira Lima, exceptuando-se a decoração do arco triunfal que, segundo Lourenço Alves, é inspirada no foco bracarense.
Para além da qualidade escultórica e simbólica do portal axial, o interior apresenta duas pinturas murais do inicio do séc. XVI, resgatadas durante a recuperação do DGEMN em 1947


  • Vista Exterior - Poente
    Capitel
  • Vista Exterior - Nascente
    My Image
  • Planta
    My Image
  • Portal Axial - Fustes
    Capitel
    My Image

    “Anunciação” de Bravães : No terceiro fuste a contar da porta, vemos o Anjo Gabriel com barba e no mesmo fuste do lado do evangelho vemos a Nossa Senhora com véu na cabeça, mão direita sobre o peito e esquerda no ventre

  • Capiteis do arco triunfal
    My Image
    Capitel
  • Pinturas Murais
    Pintura Mural Séc. XVI

    Martírio de S.Sebastião 1501-1520 (Valorização da linha em detrimento do volume, simplificação do cenário)

    Pintura Mural Séc. XVI

    A Virgem com o Menino ao colo, frontal rodeada por Mandorla, enquadrada num espaço arquitectónico 1501-1520