IGREJA ROMANICA DE SANFINS DE FRIESTAS

  • 604

    Já havia sido fundado o mosteiro, segundo sentença datada de 813 que Frei João do Apocalipse achou no cartório de Ganfei

  • 1134

    Carta de couto de D. Afonso Henriques, cujo território abrangia as actuais freguesias de Sanfins, Friestas, Gondomil, Taião e Verdoejo; segundo a carta de couto, o abade do Mosteiro tinha direito a receber anualmente o primeiro veado, javali ou corça e o primeiro salmão do Rio Minho, apanhados na área do couto;

  • 1545

    D. João III deu o couto ao mosteiro, com as igrejas de que era padroeiro aos frades da Companhia de Jesus, para fundarem e construirem o seu Colégio de Coimbra; as rendas do mosteiro passaram para o Colégio de Coimbra, ficando no mosteiro apenas a congrua para um superior e dois ou três religiosos que então ali habitavam ordinariamente

  • 1554

    Companhia de Jesus toma posse, ficando a sustentar um cura no mosteiro e procedendo a algumas obras, tornando o edifício em sua residência;

  • 1775

    O visitador da Universidade de Coimbra refere que a freguesia tinha 61 fogos e encontrou uma igreja com residência de Jesuítas, formando um colégio, com celas e uma quinta, que constituía a cerca; a igreja era um edifício antigo, de cantaria, com a capela-mor caiada;

  • Abside
  • Gargolas
  • Gargolas abside sul
  • Capitel
  • Timpano

Um antigo mosteiro beneditino do séc. XII, que vai perdendo a sua importância até ao séc. XVI quando D.João III doa o mosteiro, aos frades da Companhia de Jesus, para aqui fundarem e construirem o seu Colégio de Coimbra.
A igreja românica, é de uma só nave, data do século XII e fazia parte do mosteiro.

O mosteiro de Sanfins tinha também uma comunidade que vivia dentro do couto e que recebia foros, rendas e primícias (de caça e pesca), cuja cobrança era particularmente severa. Os habitantes do couto usufruiam de isenção do serviço militar e só eram obrigados a sair da área do mosteiro quando o rei, em pessoa, participasse no combate e exigisse por tal motivo a sua presença.


My Image
My Image